Vida sem internet

Ficar sem comunicação pode ser totalmente horrível, pode acreditar. Imagina o terror da pessoa que vivia na intenet e de uma hora para a outra: não tem telefone, não tem internet, e o único canal de televisão aberta que é mais ou menos “assistível” é o “25” ( TV Tem), ou seja, uma emissora de Jundiaí, pegando em plena capital de São Paulo. Ok.

Posso dizer que nesses últimos tempos estive vivendo em uma caverna de luxo: com luz, água e gás encanado.

E fiquei pensando no meio do meu desespero: já estamos tão habituados com a internet/televisão que não conseguimos mais viver sem elas! Sim, vivemos, mas é estranho, muito estranho. Não se informar sobre sua cidade, mas no entanto, saber noticias de uma outra que você nunca conheceu, ficar mais de um mês sem conversar com os amigos virtuais, sem postar...

O fato é que quanto mais coisas se tem pra cuidar na internet, mais louco você fica longe dela, cheguei a sonhar duas noites seguidas que a benedita da telefônica tinha ido instalar o telefone em casa, e mais não sei quantas vezes depois dessas duas noites.

Pra ser sincera, antes eu até queria quem sabe um dia ir morar no meio do mato(minha paixão), mas agora não arredo mais o pé daqui.

P.S.: Escrevi isso enquanto ainda não tinha internet, e quando revi esse texto lembrei que depois disso passei a sonhar com as “luzinhas” do modem todas as noites.

Isabela C.Santos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O lado ruim do carnaval

8 anos

Meu presente