Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

Não é de assustar?

Olá, meu bem!
Sabe, eu sei que você sabe, mas já que veio até aqui me visitar lhe direi no que andei pensando desde a última vez em que estive aqui: no tempo e nas coisas.
Não é de assustar o fato de que algumas coisas mudam facilmente com o tempo e outras parecem nem ao menos vê-lo passar?



Uma porta cada vez mais longe, outra diante de nós

Portas e janelas: caminhos e paisagens, novos momentos e velhas lembranças, descobertas e mudanças. Passeios no tempo. 
A porta que foi aberta para caminhos antes inexplorados, leva agora à outra porta. E essa porta nos leva a outros caminhos, outras paisagens, outros momentos, outras descobertas, outras mudanças e nos traz ainda mais lembranças. Lembranças da porta anterior e de outras. 
Portas e caminhos: tão iguais e tão diferentes, podem guardar muitas mudanças ou apenas dar continuidade à rotina. 
Abrem-se caminhos planejáveis, mas na realidade imprevisíveis.
Uma porta que fica cada vez mais longe, outra que se abre diante de nós. Janelas para espiar, para lembrar.
Um ano que se completa, outro que se inicia.
Isabela C. Santos