Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2016

Percebi mudanças

Se esta não é sua primeira visita aqui no blog já deve ter observado que falo muito sobre mudança; pois é, isso vem me marcando. As coisas mudam, é verdade. Em parte porque nós as fazemos mudar, afinal, mudar é um ato de coragem, ou melhor, uma sequência de pequenos atos de coragem, mas há mudanças que superam nossas mãos, vão além de nós.
Neste último semestre de faculdade me encontrei em meus dois últimos estágios e, como se não fosse suficiente serem os últimos, escolhi duas escolas importantes para mim e de grande significado para a minha formação pessoal: as escolas em que estudei anteriormente. Voltei, em outra posição, as coisas mudaram.
Anos atrás estava longe da sala dos professores, conversando com os colegas na hora do intervalo, sorrindo levemente para as professoras de longe. Agora as crianças me abraçavam e me perguntavam quando voltaria na sala delas, eu recebia abraços e tomava chá com os professores. Estava em uma posição intermediária: nem aluna como eles, nem prof…

Chuva no telhado

Não fora o melhor final de semana de sua vida e tampouco o pior. Não conseguiu fazer tudo o que havia listado em sua agenda, mas fez o primordial. No final, não fora um dia muito diferente dos outros.
Cristiane preparou um chá antes de ir para seu quarto: camomila era o chá do qual ela mais gostava. Tomou o chá para aquecer-se, deitou-se e, sem se dar conta, foi embalada pelo som da chuva. As gotas que caíam no telhado traziam lembranças dos dias de menina na casa dos bisavós.
A chuva continuou caindo e, pouco a pouco, Cristiane encontrou o conforto e o aconchego que apenas alguns momentos são capazes de trazer.
Isabela C. Santos