Um ônibus me ensinou

    Ir dormir um pouco mais tarde e acordar minutos após o programado pode bagunçar um dia. Isso não é algo raro em minha vida e confesso, tento mudar, mas é difícil. Sei que é um hábito ruim. A questão é que não ser pontual me fez perder um ônibus. Claro, não era o último ônibus da minha vida, mas o próximo demoraria 40min para chegar ao ponto em que eu estava.

    As vezes a pressa é mais do que a inimiga da perfeição, isto ocorre quando ela resolve ser amiga do atraso. Mudar de ponto as vezes não é a melhor escolha, ainda mais quando o ônibus que você precisa não passa para o ponto que você está indo. É assim que as oportunidades se vão, quando você não tem paciência para esperá-las ou não está pronta no momento em que elas passam por você.

    Em algumas situações o desespero nos leva à medidas desesperadas, como descer em um ponto imaginando ser outro e quase se perder.

    Após perder dois ônibus (o segundo não parou ao ver o meu sinal), quase ser atropelada ao atravessar uma avenida e quase me perder ao descer em um ponto extremamente longe do meu destino por confundir os "muros feios", compreendi que algumas oportunidades da vida são como ônibus: se perdemos o primeiro, não sabemos quando virá o próximo e nem mesmo se ele irá esperar por nós.

Isabela C. Santos

Comentários

Isac Avanci disse…
Exatamente... Eu já tinha comparado a vida a um trem, mas nunca a um onibus... Gosteei
Marina disse…
Já percebi que você é uma garota profunda... COmo comparar a vida a um onibus? Gente que mente brilhante!

Postagens mais visitadas deste blog

O lado ruim do carnaval

Esta data

8 anos