Pular para o conteúdo principal
Somos capazes de muito mais.
Não imaginamos nossas forças até sermos obrigados a usá-la além do que estamos acostumados.

Isabela C. Santos

Comentários

Marcella Leal disse…
Sei que meu comentário não vai ter muito haver com o que você falou, mas me lembrou de uma coisa que eu estava falando hoje com um blogueiro mais velho, já formado, casado e criando os filhos. A gente tava falando sobre escola, eu dizendo que acho que vou ficar de recuperação e tô com muito medo de reprovar porque lá é muito puxado e antes eu só tirava media acima de oito....e ele me disse exatamente isso, que antes, eu nem imaginava que era capaz de pensar muito mais. Sei lá, me lembrou iss.

Beeeijos!
Melo; V. disse…
Isso é fato. Quando somos obrigados a usa-las percebemos o quão fortes somos.
Passei aqui para avisar que a continuação de Sob O Céu 2 começará a ser postada na terça feira, dia 20 de julho e se você leu e gostou da primeira parte da história, gostaria que lesse e deixasse sua opinião. Beijos e otimo final de semana.

- Marcella Leal
lorena disse…
adorei essa frase.
gostaria de te pedir um favor divulga meu simplis e pequenino blog por favor *-*
http://lokka-meucantinho.blogspot.com/
muuitoo obrigada
bjos !!

Postagens mais visitadas deste blog

O lado ruim do carnaval

Confesso que não sou fã de carnaval e não quero mudar a idéia de ninguém, mas como estou vivendo minha tortura anual... vou compartilhar com vocês o lado ruim do carnaval!

1º Programação na televisão: não sei se na "tv paga" também, mas na aberta a programação fica horrível, só se fala de carnaval, dia e noite. Isso é uma verdadeira tortura pra quem não gosta.

2º Perigo nas ruas: o perigo sempre está por ai, mas no carnaval piora, acredite em mim. Brigam com pessoas por ai por nada, espancam jovens, batendo no corpo e principalmente na cabeça, o que pode deixar seqüelas gravíssimas e até levar a óbito.

3º Desrespeito: muitas pessoas tacam lama nos ônibus com janelas abertas e outros resolvem molhar pedestres por ai, sim, eu sei que fazem isso o ano todo, mas no carnaval piora.

4º Bobos na rua: acho que ninguém gosta de quando te dão aquele susto com "bombinhas" e outras coisas toda hora.

Achei que minha listinha ia ficar maior... ah, lembrei! Não é legal pra mim ficar …

Um amorzinho

Dizem que quando a gente se torna mãe passa a ter só um assunto. Vou contar uma coisa: no meu caso isso não é tão longe da realidade.
Primeiro você descobre que está esperando um neném (e por mais que tenha noção não faz ideia da grandiosidade que isso significa), então passa a pesquisar sobre gravidez, o que se desenvolve em cada semana, os exames que devem ser feitos, os itens necessários para enxoval, o que ajuda na hora do parto e tenta se preparar para o que virá. É, a gente tenta.
Então o bebê nasce e a imersão que começou na gravidez se concretiza. A gente conta os intervalos das mamadas, das sonecas, comemora quando encontra o primeiro coco na fralda e se pega segurando uma coisinha que você nem acredita que saiu de você.
É, a vida muda completamente em meses.
E como deixar de falar do bebê? Não há como. Falar do bebê é aproveitar cada instante, é a chance de encontrar pessoas que passaram ou estão passando pelo que você passou. Falar do bebê é conseguir se entender nessa …

Pode ser?

Você viu quando segurei os teus cabelos? Você sentiu quando acariciei as suas costas? Percebeu como me aninhei junto ao teu corpo, como um lugar perfeito e aconchegante logo depois de mamar? Você ouviu o suspiro que dei enquanto dormia? Você observou os furinhos da minha mãozinha enquanto segurava o seu dedo e agarrava a sua blusa? Você viu o sorriso que dei enquanto te olhava da cadeirinha? Parece com aquele sorriso de quando você me dá bom dia. Você sentiu o cheirinho dos meus cabelos e a textura da minha pele? 
Olha, mamãe. 
Escuta minha risada, guarda o meu sorriso, registra a sensação de tocar a minha pele tão macia e de me ter pequenino em teus braços. Eu vou crescer, mamãe. Meus pés ficarão bem maiores, minha risada irá mudar e eu terei muito o que admirar. 
Aproveita, mamãe. 
Sabe, você tem uma coisinha colorida e iluminada nas mãos, parece tão legal quanto o meu mordedor, mas às vezes te olho e você não me vê, te toco e você nem percebe. Então você brinca, eu sorrio, logo o seu b…