Tic tac, tic tac

    Jéssica deveria estar dormindo e sabia disso. O despertador tocaria dali sete horas. O que fazer quando o som do relógio parece tão interessante a ponto de tirar o sono? Mais do que dormir simplesmente, Jéssica precisava de um daqueles seus bons e estranhos sonhos, aqueles que não fazem sentido algum, mas divertem que é uma beleza. Tic tac, tic tac, tic tac, tic tac... Veja, um ornitorrinco dançando tango com uma joaninha gigante (do mesmo tamanho que ele).
Isabela C. Santos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O lado ruim do carnaval

Esta data

8 anos