E viveu a vida

Mais uma vez percebeu estar pensando demais na vida, demais no futuro. De que adianta traçar planos e pensar mais do que agir? Seu defeito era também sua qualidade: pensava demais, mas pensava muito bem. O problema não eram os planos, mas aquele ponta pé inicial para se fazer o que precisava fazer. Fez da terça-feira uma segunda, dia de começos e recomeços. Deixou de pensar demais na vida para viver a vida.

Isabela C. Santos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O lado ruim do carnaval

8 anos

Meu presente