Pode ser?

Você viu quando segurei os teus cabelos? Você sentiu quando acariciei as suas costas? Percebeu como me aninhei junto ao teu corpo, como um lugar perfeito e aconchegante logo depois de mamar? Você ouviu o suspiro que dei enquanto dormia? Você observou os furinhos da minha mãozinha enquanto segurava o seu dedo e agarrava a sua blusa? Você viu o sorriso que dei enquanto te olhava da cadeirinha? Parece com aquele sorriso de quando você me dá bom dia. Você sentiu o cheirinho dos meus cabelos e a textura da minha pele? 

Olha, mamãe. 

Escuta minha risada, guarda o meu sorriso, registra a sensação de tocar a minha pele tão macia e de me ter pequenino em teus braços. Eu vou crescer, mamãe. Meus pés ficarão bem maiores, minha risada irá mudar e eu terei muito o que admirar. 

Aproveita, mamãe. 

Sabe, você tem uma coisinha colorida e iluminada nas mãos, parece tão legal quanto o meu mordedor, mas às vezes te olho e você não me vê, te toco e você nem percebe. Então você brinca, eu sorrio, logo o seu brinquedo está na minha frente. 

Vamos fazer um trato, mamãe? Deixa seu brinquedo iluminado de lado um pouco, eu brinco com você! Te dou muito mais sorrisos e converso com você com todos os novos sons que tiver aprendido. Pode ser?


Isabela C. Santos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O lado ruim do carnaval

8 anos

Meu presente