Pular para o conteúdo principal

São épocas, querida!

Durante essa longa jornada que se chama vida, vivemos várias épocas; épocas que podem ou não ficar marcadas para sempre em nossas memórias.
Em minha infância tive a época de chegar em casa depois da "escolinha", chupar laranja com sal, assistir Chaves e dormir. 
Também houve a época do Bananas de Pijamas, Ursinhos Carinhosos e até das novelas mexicanas infantis, que me faziam pular e cantar durante a abertura. 

"Quem não se lembra de O Diário de Daniela, Carinha de Anjo, Amy a Menina da Mochila Azul, Cúmplices de um Resgate, Amigos para Sempre, Poucas, Poucas Pulgas ou Alegrifes e Rabujos?"

Logo passei a "assistir o Datena" e chegar a ficar com dó dos bandidos, ficar "super antenada" assistindo TV Fama e o programa da Sônia Abrão no SBT (nessa época eu já era "grandinha" e assistia as novelas mexicanas com participação da Thalía).

"Quem nunca se flagrou assistindo a um programa de vendas ou vendo o "programa de fofocas"? Quem nunca viu se quer um trecho de Maria do Bairro ou Marimar?"

Mas recaídas acontecem... tive uma saudade grande dos "tempos de criança" e voltei a assistir TV Cultura, dar bom dia para o Professor Tiburcio, cantar com o ratinho do Castelo-Rá-Tim-Bum e me irritar com o Dr. Abobrinha. Bom, Dr. Abobrinha não, como dizia ele: Dr. Pompeu Pompiu Pomposo!

"Quem nunca assistiu um episódio de desenho animado só para matar a saudade, disse que era um Power Ranger, falou que "porque sim não é resposta" ou tentou assistir aquele filme velho?"

Tantas épocas e recaídas e eu mal tinha treze anos!

Isabela C. Santos


Dedico este texto ao meu irmão Nilson, que até hoje pensa ser um Power Ranger( a janela do quarto dele que o diga).

Comentários

Gabriella disse…
HAUSHUAHSUAHSAUSH' Muito bom, muito bom! E até hoje você tem essas recaídas, vive "cantando" as aberturas das novelas mexicanas no MSN! xB

Também tive a época de chegar da escola e assistir chaves, era TÃO legal! ^^

Ps.: Deu mó saudade agora dos Ursinhos Carinhosos =/ Não sei porque não passa mais! Era mó mais maior de legal mano!
*Ok Gabriella, volta*

Outro dia, eu tava assistindo Contos de Fadas na Cultura e dando risada com Os Três Porquinhos ..

Ai, ai! Como eram boas aquelas épocas (Nossa, pareço uma velha falando assim, né?! e.ê) ..

Ps2.: Ah Isa, se você pode ser um Digimon, porque o Nil não pode ser um Power Ranger?! =P

Beijos.
Fernando. disse…
Eu lembro de tudo isso aí. Inclusive as novelas. eu assisti a todas. E não sinto vergonha.

Você a cada dia me surpreende mais menina.

Beijins.
Hi Girl disse…
Oi tudo bom?
Estou sempre por aqui conferindo as novidades, mas agora preciso da sua ajuda!
Minha FRASE foi selecionada para um concurso e agora está em votação para ganhar um NETBOOK, por favor, poderia me ajudar a ganhar este presente?
É só clicar aqui http://migre.me/Evby (link encurtado) votar na @sahvianna!

MUITO OBRIGADA A VOCÊ QUE AJUDAR! CONTE COMIGO!!!
Nathalia disse…
Muitaaa saudade dessa época!! Mais você esqueceu de mencionar Chiquititas!! *--* .. Siplesmente MARA! \\õ//

..

Nana!
Jèeh disse…
aaah

Não tenho vergonha de dizer que esses dias andei assistindo Castelo-Rá-Tim-Bum u_u

Tenho muitas saudades dessa época tambem!
Eu chupava laranja com sal -ainda faço isso :x - E...eu assistia pokemon, sakura...E era a ranger rosa, sempre (Y)

Nossa, é mesmo...as novelas mexicanas, eu adorava *-*

:D
B' disse…
Amo laranja com sal! *.*

E O Pequeno Urso ainda e meu desenho favorito!
Isabela, você é uma menina de talento. É até desperdício não comentar nos seus posts!
Eu já tive muitas destas épocas, embora tenha tido muito mais, por causa da minha idade mesmo!
Hoje estou na época de procurar tempo, porque não mais o tenho - olha a hora que consegui vir aqui?
Beijo grande e ótima semana!

Postagens mais visitadas deste blog

O lado ruim do carnaval

Confesso que não sou fã de carnaval e não quero mudar a idéia de ninguém, mas como estou vivendo minha tortura anual... vou compartilhar com vocês o lado ruim do carnaval!

1º Programação na televisão: não sei se na "tv paga" também, mas na aberta a programação fica horrível, só se fala de carnaval, dia e noite. Isso é uma verdadeira tortura pra quem não gosta.

2º Perigo nas ruas: o perigo sempre está por ai, mas no carnaval piora, acredite em mim. Brigam com pessoas por ai por nada, espancam jovens, batendo no corpo e principalmente na cabeça, o que pode deixar seqüelas gravíssimas e até levar a óbito.

3º Desrespeito: muitas pessoas tacam lama nos ônibus com janelas abertas e outros resolvem molhar pedestres por ai, sim, eu sei que fazem isso o ano todo, mas no carnaval piora.

4º Bobos na rua: acho que ninguém gosta de quando te dão aquele susto com "bombinhas" e outras coisas toda hora.

Achei que minha listinha ia ficar maior... ah, lembrei! Não é legal pra mim ficar …

Esta data

Esta data sempre me trará lembranças daquela noite e essas lembranças sempre me trarão a sensação de que foi ontem que tudo aconteceu. Datas têm o poder de nos fazer lembrar e as lembranças nos transportam no tempo. Eu sei, tudo muda, a vida segue. O modo como lidamos com o que sentimos também muda e as emoções que determinadas lembranças nos trazem também. Antes era apenas dor, a dor virou saudade, a saudade virou amor e gratidão. Tem coisa melhor do que sentir amor por alguém? Do que ser grato por ter sido tocado por uma vida? Eu sei, queremos eternizar tudo o que é bom, queremos prender, jamais deixar partir, mas isto não está em nossas mãos e apesar de não podermos segurar em nossas mãos aquilo que não queremos perder, depois de um tempo o que fica é a alegria de poder ao menos ter tido a presença de algo tão importante em nossas vidas.
Isabela C. Santos

8 anos

Em oito anos muita coisa pode mudar: o modo de ver a vida, o modo de falar sobre a vida, os assuntos relevantes, as pessoas importantes, os relacionamentos, o modo como nos colocamos diante dos outros, a visão sobre nós mesmos, o conhecimento que possuímos sobre nossos sentimentos... E isso é só o começo.
Em oito anos podemos passar por muitas reviravoltas, ou simplesmente (com muita luta), seguir nossos planos. Podemos, quase que de repente, dar-nos conta do que queremos para nossas vidas e nos ver em um lugar que jamais sonhamos. Talvez o novo lugar contribua para que mudemos a nossa visão de mundo, force-nos a sair da zona de conforto e quebrar um muro para podermos falar com os outros. Pode ser que "os outros" tornem-se "amigos".
Em oito anos, as reticências podem sumir e dar lugar ao nome do amor da sua vida. Pode ser que, coincidentemente, seja aquele seu amigo de infância. Amigo que antes a timidez não permitia nem mesmo chegar perto. Talvez os planos que u…