Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2009

O nariz detectador

Não é incrível como o nariz das pessoas que têm rinite nos é útil? Não, não sou representante de alguma indústria de lenços de papel e nem mesmo de papel higiênico ou remédios para a tal alergia. Mas já percebeu como o alarme tão desagradável realmente serve para alguma coisa? Imagina, a dona de casa contrata uma nova empregada e chama o vizinho alérgico para inspecionar os cômodos. O garoto deve cheirar canto por canto e se espirrar a moça é demitida. Caso o espirro não ocorra, a funcionária estará aprovada, afinal, nem mesmo um nariz farejador de resíduos foi capaz de detectar sujeira!
Em outro caso, a mãe alérgica precisa passar um dia em casa, mas não quer faltar ao trabalho, então ela vai até o quarto do filho, colhe amostras de pó em um pacotinho e o leva para o emprego, chegando lá, espera exatamente meia hora para não suspeitarem de nada e abre o pacote, espalhando a poeira pelo ar enquanto balança o plastico de um lado para o outro com cuidado para não a verem fazer isso; lo…

Sentimentos alheios

Quantas vezes não vemos uma pessoa falar algo sem pensar no impacto que isso vai causar no ouvinte?
Já ouviram aquela velha frase? Aquela lá..."Estou pouco me lichando para o que os outros vão pensar?" Pois é, o pior é saber que não é tão simples assim, temos que dar importancia a opinião alheia! Se não nos preocuparmos com a opinião do próximo, e o sentimento que provocamos ao fazer ou falar certas coisas, o estrago vai ser enorme.
Se desprender de certas opiniões é bom, mas devemos sempre ouvir o que os outros nos dizem para refletir se estamos agindo certo ou não e tomar uma providência.

Isabela C. Santos

Padrão que escraviza

Durante toda a história da humanidade, e isso inclui atualmente, as mulheres sacrificaram saúde e conforto em prol da beleza.
Hoje, o padrão brasileiro se baseia em ter o corpo magro, seios exuberantes e coxas grossas, o que gera sacrificios para quem o segue. As horas na academia, as cirurgias caras e arriscadas (são cirurgias e todas as cirurgias têm seus riscos) e a má alimentação não são nada quando comparadas com os disturbios psicológicos e doenças que podem levar a óbito.
Essa regra da estética nada mais é do que uma escravidão que se molda conforme a cultura e sociedade.


Isabela C. Santos

Meu cachorro me ameaçou, não é desculpa!

Hoje teve aula de português e a professora sugeriu que os alunos que não tivessem levado o livro didático fizessem um texto justificando tal acontecimento. Infelizmente eu levei o livro, mas minha vontade de escrever desculpas esfarrapadas só aumentou. Espero que gostem.
Não sei se você sabe minha cara professora, o quanto é difícil conciliar a vida de estudante com as obrigações domésticas. Francamente, não são obrigações, diria que são ajudas, sim, ajudas! Mesmo não as fazendo todos os dias - o que deveria - são ajudas!
Acredite se quiser, mas o mesmo cachorro que urinou em minha apostila de geografia enquanto eu esfregava o chão do banheiro resolveu aprender a ler. Sim, pode acreditar! Ainda existem cães com vontade de aprender.
Ele me ameaçou. Rosnou e me disse que enquanto não conseguisse ler não permitiria que eu levasse o livro para a escola. Ora, você acha que eu ousaria pensar em ir contra a vontade dele? Pantufa pode estar caducando e ter raras demonstrações de afeto, mas ai…

Alegria

Já devo ter postado sobre alegria aqui. Não sei ao certo, a preguiça não me permitiu olhar os posts anteriores, hehe. ;X
Sei que ultimamente andei postando apenas reflexões, mas o que aconteceu não pode ser passado em branco (confesso que quase saí pulando pela casa assim que vi).
Agora sou moderadorada comunidade que mais frequento no orkut, a Fics Sakura e Sasuke. A alegria simplesmente tomou conta de mim! Me inscrevi sem achar que iriam pensar em mim como uma possibilidade e... fui aceita! =)
Agora é botar pra quebrar! Ou melhor, pra ajudar a concertar! ;) Ai, ai... surpresa boa da vida essa não?
Atualização 10/06/2015: impressionante como coisas tão importantes numa época quase são esquecidas em outra. Esse post me deu saudade das tardes no computador, das aulas na escola pela manhã e revelou a mim que não, eu ainda não sabia a diferença entre concerto e conserto e, sim, o teclado do meu computador já era duro como as teclas de uma máquina de escrever.
Isabela C. Santos

Se...

A algum tempo planejava postar sobre isso, sobre o nosso tão querido amigo "se", se não tivesse acontecido isso, se não tivesse acontecido aquilo, se eu não tivesse feito isso, se eu tivesse feito aquilo, se eu tivesse postado, se eu não postasse...

Quando temos alguma decepção ou aborrecimento sempre recorremos ao "se" , nunca paramos para pensar que dizer aquilo não vai adiantar nada, no fundo necessitamos pensar no que poderia ter acontecido "se", ...

Prefiro pensar que o que aconteceu era pra acontecer, até porque, quando encontramos nossos erros raramente mudamos de verdade, a maioria das vezes acabamos nos torturando com o "se", e torturando outras pessoas.

Tortura gratuita que se manifesta por conta de um simples esquecimento ou outras coisas.

O "se", não importa, não tem mais como mudar o passado, seria legal em alguns casos, mas não há como.


Isabela C. Santos

Medo

Medo é uma das coisas que temos desde que nascemos.

Medo de ficar sozinha, medo do escuro, medo da mãe, do pai, do mundo acabar, medo de altura, medo da nova gripe, medo da diretora, medo da nota vermelha, medo de pagar mico na frente de quem gostamos, medo de falar em público, medo de acharem que estamos mentindo quando estamos falando a verdade... medo, medo, medo.

No final das contas, a gente tem até medo de ter medo.


Isabela C. Santos